CLICK HERE FOR BLOGGER TEMPLATES AND MYSPACE LAYOUTS »

domingo, 11 de abril de 2010

CHOVER OU NÃO CHOVER...EIS A QUESTÃO !!

Chuvas torrenciais, alagamentos, desmoronamentos, desabrigados, desespero e caos. Enfim, o mês de abril trouxe noticias lamentaveis e trágicas para todo o Estado do Rio de Janeiro.

As principais cidades atingidas foram: Rio, Niteroi e São Gonçalo.

Os números são chocantes e assustadores. A quantidade de mortos chega, até o momento, a 223.


Esse caos começou na noite do dia 5/04 quando uma chuva fortissima desabou sobre o Estado; essa tempestade se prolongou até o dia 9/04 deixando cidades destruidas e uma população assustada com a mudança climatica brusca e repentina.

Alias, a referida mudança foi chocante. Vejam só o ocorrido: o sol estava escaldante até o domingo de pascoa (4/04) qnd, derrepente, a temperatura caiu bruscamente e a chuva desabou de forma avassaladora.  Até a pascoa, esperavamos a chegada da chuva para que esta pudesse amenizar o calor insuportavel; hj, depois dessa tragedia provocada pelo mau tempo, estamos torçendo pelo fim do período de chuvas e pelo retorno do sol no intuito de que este possa secar a terra das encostas as quais estão encharcadas (enquanto essa terra continuar molhada, os desabamentos vão permanecer como um risco constante).

Em face desta mudança climatica, fico me questionando : chover ou não chover?? Se não chove, o clima fica quente, seco e insuportável até para sair na rua. Se chove, temos desabamentos, alagamentos e caos.



Essa chuva histórica (a pior dos últimos 44 anos) foi um alerta para que as cidades do Rio façam um ajuste em seus projetos de reurbanização.

As comunidades já receberam as obras do pac, as UPP (unidade de policia pacificadora), os projetos sociais (ex: afroreggae), as ONG'S. E, através destes desmoronamentos, percebemos que todas as ações já existentes precisam ser harmonizadas com projetos de reassentamento das familias que moram em áreas de riscos. Isso pq as obras já existentes não eliminam os riscos presentes em algumas moradias. Em outras palavras, a urbanização, apesar de ser eficaz,  tem a função de conceder dignidade de vida à sociedade e, por isso, não corrige as falhas provocadas pelas construções ilegais. 

Os projetos sociais em prol das comunidades existem e estão sendo realizados com mais intensidade do que no passado. Agora, precisamos nos aperfeiçoar, afinal, a vida representa uma  constante busca pela evolução. E, nos ultimos tempos, nós, do Rio de Janeiro, estamos evoluindo bastante. Essa situação lamentavel, provocada pela chuva, não tira nossos meritos; apenas acrescenta a necessidade de melhorarmos mais.



Por falar em evolução, o Rio já começou a se reerger.

Donativos estão chegando de várias partes do Estado para ajudar aos desabrigados.

O número de voluntários se multiplicou.

O governo e as prefeituras já começaram a remover as familias das áreas de riscos.

O governo do Estado já tem projetos, em vias de realização, para indenizar as casas desapropriadas.

Qnt aos desabrigados, eles serão enviados a abrigos, casas de parentes ou receberão o aluguel social até que as novas moradias estejam prontas para reassenta-los em locais mais seguros.

O Estado do Rio de Janeiro vai receber uma verba para investir na recuperação da destruição provocada pela tempestade.

Em outras palavras, superação é a palavra de ordem no Estado do Rio de janeiro. E isso será a nossa forma de mostrar ao mundo que somos capazes de vencer essa batalha.




Meu Rio de Janeiro, msm que as tempestades tenham deixado rastros de miséria e dor, eu gosto muito de vc. Mais: eu coloco minha fé na sua capacidade de promover, com dignidade, grandes eventos tais como a copa e as olimpiadas. Sei de seu vasto potencial para superar todos esses obstaculos que se interpõe em seu caminho. Conheço seu passado de glorias....glorias que ninguém jamais vai poder transformar em manchas de vergonha pq são inquestionavelmente admiráveis. E, por fim, creio que o seu destino é ter um futuro repleto de sucesso pq tu és belo, acolhedor e, simplesmente, encantador.




Sugestões ou criticas: irenemesmo@rocketmail.com
Força, Rio de Janeiro !!!
Beijos a todos !
Até o proximo post !






12 comentários:

Daniel Savio disse...

Irene, pior de tudo, que o pessoal em sua maioria, simples mora em áreas que não deveria morar, pois pensa bem, sempre tem um diz que mora no lugar afetado desde há muito tempo, vai me dizer que só agora que indicativo de cair a terra do barranco?

Sei que estou sendo simplicista demais ao jogar a culpa nas pessoas atingidas, mas eles também tem de pensar no risco que a própia vida corre...

Fique com Deus, menina Irene.
Um abraço.

Lórah Claus disse...

Olá Irene, eu mesmo não morando ro RJ é impossivel não se sensibilizar com tudo que está acontecendo... Mas tenho que concordar com com o post do Daniel ai em cima, já muitas reportagens onde as pessoas que moram nas áreas que foram afetadas responsabilizando as "autoridades" pelo acontecindo, mas nesse caso somos todos culpados,como vc mesmo disse em seu post o tempo mudou de uma hora pra outra no RJ, e nos mesmos q somos culpados por essas mudanças climáticas q vem acontecendo não só no Brasil mas em todo o mundo.
Agora não é hora de acharmos culpados e sim de nos compadecer e ajudar, seja com donativos ou em oração.

Grande abraço e ótima semana pra vc kerida

LUmeNA disse...

A Natureza não perdoa devido às construções habitacionais mal organizadas.
Estas situações só podem provocar acidentes deste género. Não só no Brasil, por outros pontos do planeta vemos este tipo de tragédia. É claro, que é lamentável as consequências, mas temos que nos precaver para tais situações e, para isso há que saber onde se pode construir habitações e, viver em segurança.

Be:)os,
LUmeNA

Déia disse...

Dificil lidar com esse tipo de situação.. muitos culpados, muitas vítimas e muita coisa a se fazer!

bj

A Magia da Noite disse...

este é um mundo em desequilíbrio, não pode saber do peso e da medida quando nós não temos já peso e medida.

José disse...

Olá Erene,Estas coisas ninguém as pode controlar, a natureza é assim mesmo, umas vezes aqui outras ali, e em todos os tempos foi assim,
mas há casos onde as pessoas são culpadas,aqui em Portugal ainda à pouco tempo na Madeira choveu também torrencial mente, e ouve mais de quarenta mortes,porque fizeram casas nas linhas de água, e a água levou tudo à frente.
Parabéns por mais um e excelente texto, oxalá não tivesse havido motivo para o escrever, para mim é obrigatório passar por aqui, mais tarde ou mais cedo venho sempre,é só uma questão de tempo,porque o tempo é sempre pouco para aquilo que a gente quer.

um beijinho,
José.

Índia Tiwatã disse...

Lindo texto amiga, e esperemos que as coisas melhores, se acalmem e aquietem para empreender a batalha de reerguer os caídos e auxiliar os necessitados desta tragédia.
Um bjo amoreee!!

Neto disse...

As imagens falam por si.

O Rio é, sem dúvida, um cartão postal. Um dos mais belos Estados do Brasil e com belíssimas cidades. O que ocorre nos morros dessas cidades (as ocupações ilegais) também ocorre em outras regiões do país. O alerta é geral. Ninguem que mora em barrancos está imune a tragédias se aconterem novas chuvas desse tipo. Foi uma calamidade de fato, mas espero que as autoridades tomem atitudes e façam a realocação desse pessoal.

Com todo respeito aos vitimados e suas famílias e mesmo superada esta fase, o que posso dizer é que ficou uma lição. Espero que todos compreendam e percebam os perigos das ocupações irregulares - e principalmente à esses políticos (maus) que, volta e meia, fecham os olhos e até incentivam que elas ocorram.

Abraços Irene!

Daniel disse...

O que aconteceu no Rio, São Paulo e Santa catariana é o resultado do crescimento desordenado e sem planejamento. Como comentei no blog do Neto, é necessário uma nova política pública de infra-estrutura em todos os níveis. Obrigado pelo comentário seu ao meu texto no Sacoxeio. Gostei do seu blog, voltarei mais vezes. Um abraço.

http://submundosemmim.blogspot.com

Malucas de BR (*.*) disse...

Sabe Irene devemos sim nos sensibilizar com o sofrimento alheio e ajudar de acordo com o podermos...

Mas na nossa opnião não existe um culpado apenas, todos de alguma forma erraram e tiveram "culpa" pelo que ocorreu.

É sabido que esses alagamentos, e esses desmoronamentos acontecem há muitos anos, é sabido que isso ocorre também pelo entupimento dos bueiros, pela ocupação de áreas indevidas, pela retirada de mata, enfim por diversos motivos.

Como o amigo acima disse tmb é o resultado do crescimento desordenado e sem planejamento.

VISITEM O BLOG DAS MALUCASdeBR - É O Blog de Duas Garotas Que Montaram Um Programa Virtual, Onde Elas Debatem Diversos Assuntos, Mas de Uma Maneira Mais Divertida. http://malucasdebr.blogspot.com/

Bjus

Mulher na Polícia disse...

Precisamos de políticas urbanas que estruturem moradias dignas para os cidadãos desse país.

Precisamos de pessoas que insitam para que projetos que melhorem a vida da população sejam colocados como prioridade.

Precisamos urgentemente de pessoas que pulverizem o mundo de idéias pro-ativas que alterem a sitaação caótica em que nosso mundo se encontra.

Por isso, parabéns pelo texto.

Beijo!

sonho disse...

Ola Irene
A Natureza anda zangada...não só no Rio...mas tambem na Madeira em Portugal...e contra a Natureza ninguem pode...
Beijo d'anjo

Related Posts with Thumbnails